"Observatório Socioeconômico da Covid-19: perspectivas econômicas e sociais diante da pandemia" é tema de livro

O economista Daniel Arruda Coronel é um dos organizadores do livro "Observatório Socioeconômico da Covid-19: perspectivas econômicas e sociais diante da pandemia". A obra é oriunda do projeto de pesquisa Observatório socioeconômico da COVID-19: uma análise do impacto da pandemia em questões econômicas e sociais por meio de uma perspectiva estadual, regional e nacional.

Daniel Coronel é Professor Associado do Departamento de Economia e Relações Internacionais, com atuação como Docente Permanente nos Programas de Pós-Graduação (Stricto sensu) em Administração Pública, em Gestão de Organizações Públicas e de Economia e Desenvolvimento, da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Atualmente é bolsista de produtividade do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Pró-reitor de Gestão de Pessoas da UFSM; Coordenador da área de Economia e Administração da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs); consultor ad hoc da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), do Instituto de Pesquisas Educacionais INEP/MEC e do CNPq; editor chefe da Revista de Economia e Sociologia Rural (RESR-ISSN: 0103-2003); editor associado da Revista Práticas em Administração Pública (ISSN:2526-6292); e editor adjunto da Revista Ciência Rural (ISSN:0103-8478); Membro do Comitê Institucional de Iniciação Científica/COMIC (Representante da grande área Ciências Sociais Aplicadas), da UFSM; acadêmico e membro do conselho fiscal da Academia Santa-Mariense de Letras (ASL); Membro do Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural (COMPHIC); parecerista de periódicos internacionais e nacionais e líder do Grupo de Estudos em Administração Pública, Econômica e Financeira (UFSM); (certificado pelo CNPq).

Maiores informações sobre o livro podem ser consultados no link https://www.pacolivros.com.br/observatorio-socioeconomico-da-covid-19

Pucrs completa seu 74º aniversário


Fundada em 9 de novembro de 1948, a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) completou, no dia 9 de novembro último, 74 anos de atuação no ensino, na pesquisa e na extensão. Atualmente oferece 59 cursos de graduação, 23 cursos de mestrado, 22 de doutorado e mais de uma centena de cursos de especialização em diferentes áreas do conhecimento, encontrando-se entre as mais tradicionais instituições de ensino superior do Brasil.

O seu marco inicial foi o Curso Superior de Administração e Finanças, criado em março de 1931 e reconhecido pelo Decreto nº 23.993, de 1934, já sob a denominação de Faculdade de Ciências Políticas e Econômicas. Foi equiparada a universidade por meio do Decreto nº 25.794, de 9 de novembro de 1948. Entidade privada sem fins lucrativos, mantém vínculo jurídico com sua mantenedora, a União Brasileira de Educação e Assistência – UBEA, instituição filantrópica que compõe a Rede Marista. É uma instituição confessional católica, tendo como Chanceler o Arcebispo de Porto Alegre. O título de Pontifícia, outorgado pelo Papa Pio XII, em 1º de novembro de 1950, simboliza a marca de união e de filial devotamento à Santa Sé.

Na condição de Instituição Comunitária de Educação Superior (Ices) reconhecida pela lei 12.881/2013, a qual dispõe sobre a definição, qualificação, prerrogativas e finalidades das Ices, é afiliada ao Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung) e à Associação Brasileira das Universidades Comunitárias (Abruc). Constitui-se fisicamente pelo Campus Central, em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, e por outra unidade do Tecnopuc, em Viamão, na Região Metropolitana.

 

Clique AQUI para acessar a história da Universidade

Programa Duas Safras é lançado oficialmente


- Evento aconteceu no Galpão Crioulo do Palácio Piratini com a presença do Governador do Estado -

O programa Duas Safras, uma realização conjunta da Farsul, Senar-RS, Embrapa, ABPA, Fecoagro/RS, Asgav e Federarroz, foi lançado oficialmente no último dia 20, com a presença do Governador Ranolfo Vieira Júnior, secretários de estado, parlamentares e lideranças do agronegócio. O evento aconteceu no galpão Crioulo do Palácio Piratini. A meta do projeto é ampliar em 40% a produção agropecuária gaúcha, o que significaria um impacto no PIB do estado em torno de 7%, aproximadamente R$ 31,9 bi.

O projeto é uma ação conjunta entre as entidades desde sua concepção até a execução. Todo trabalho consiste na análise das características de cada uma das regiões e o resultado não impactará apenas em aumento de produtividade, mas trará reflexos também no campo econômico e social do estado.

O Rio Grande do Sul possui características diferentes dos demais estados brasileiros e particularidades climáticas e geográficas dentro do seu próprio território. Essa é a justificativa para que o trabalho seja dividido, respeitando essas diferenças para aproveitar ao máximo o seu potencial.

Atualmente a produção da safra de inverno do estado representa apenas 9% do tamanho da safra de verão. Enquanto isso, a pecuária gaúcha vem apresentando desempenho inferior em relação à média brasileira. Entre 1990 e 2019, a população do rebanho bovino teve queda de 0,5% ao ano, enquanto o país cresceu 1,3% a.a. Os abates aumentaram 0,9% a.a. frente ao país que teve 3,1%a.a. Para se ter uma ideia, Rondônia teve aumento médio de 7,6%a.a. do rebanho e 14,1% nos abates no mesmo período.

No caso dos suínos, o Rio Grande do Sul viu seu rebanho crescer, em média, 1,4% a.a., enquanto o Paraná registra alta de 2,3% a.a. e Santa Catarina, 2,9% a.a. Já em relação aos abates, o aumento foi de 5,4% a.a. no território gaúcho, 3,7% a.a. em Santa Catarina e 6% a.a. no Paraná. Nas aves, o rebanho do Rio Grande do Sul aumentou 2,36% a.a., na região Centro Oeste, Goiás avança com 6,8% a.a e MatoGrosso, 7,5% a.a. A grande oferta de milho na região favoreceu o crescimento da produção. Isso também influenciou no abate. Enquanto o Rio Grande do Sul aumentou seus números em 2,9%a.a. em média, Mato Grosso registrou elevação de 7,4% a.a. eGoiás 12,2% a.a. Esse cenário está interligado à produção agrícola.

A oferta atual de milho limita a ampliação dos rebanhos e, consequentemente, os abates. Ao mesmo tempo, o estado possui uma área ociosa no inverno que pode ser aproveitada para as culturas de inverno, havendo, portanto, espaço para o aumento de produção nas safras de verão e inverno.

Na abertura do evento, o presidente do Sistema Farsul, Gedeão Pereira, lembrou que a ABPA procurou a Farsul preocupada com a escassez da oferta de milho para a ração animal no Rio Grande do Sul, obrigando a importação do produto e, consequentemente, o aumento dos custos e perda de renda do produtor. Isso deu início às conversas que resultaram no convite à Embrapa, que já vinha desenvolvendo pesquisas no uso do trigo e outras culturas de inverno para a substituição do milho na alimentação animal, principalmente para suínos e aves. "Nos últimos dez anos não crescemos mais por falta do cereal e nos sentimos desafiados. Pela logística, do centro oeste não virá mais. Ou nós resolvemos o problema no Rio Grande ou não teremos mais essas culturas. Podemos aumentar a produção de milho através da irrigação na metade sul. Nós temos que buscar a solução e hoje o Ministério Público Estadual, formado por pessoas altamente sensíveis, entenderam o problema e estão trabalhando pelas buscas de soluções. A solução é nossa, a solução é gaúcha e se conseguirmos daremos um grande salto", garantiu.

Ele destacou as possibilidades existentes para o aumento da produção agrícola, mas lembrou que é preciso coragem. "Precisamos ousar, o Rio Grande do Sul precisa ousar. Temos que ter consciência do que nós significamos neste país continental. O Brasil já é hoje uma potência agrícola mundial. Estamos nos primeiros lugares em exportação de diversos produtos. Isso nos dá condições de nos credenciarmos para daqui 15 anos sermos a maior potência agrícola do mundo", afirmou.

O Governador Ranolfo Vieira Júnior iniciou sua falando que o espaço (Galpão Crioulo) está sempre à disposição para os bons projetos de crescimento do estado. Ranolfo aproveitou a ocasião para referenciar o trabalho do secretário da Agricultura, pecuária e Abastecimento, Domingos Lopes, diretor-vice-presidente da Farsul. "Quero agradecer o empréstimo que a Farsul e o agro estão fazendo do Domingos, produtor e altamente técnico". Sobre o programa, o governo garantiu apoio do estado. "Estaremos apoiando integralmente o programa pela representação que ele tem", sentenciou. Ele também aproveitou para falar de outras ações do Executivo que irão refletir no setor.

Ranolfo defendeu a busca por soluções de problemas recorrentes como o das secas. "Sempre que aparece a estiagem sai todo mundo correndo. Quando se tem uma boa safra ninguém lembra. Temos que ver as medidas estruturantes. Essas medidas não podem ser de governo, mas de estado", concluiu.

Clique AQUI para acessar notícia na íntegra

Foto: Assessoria Farsul
Fonte: Assessoria de Imprensa Farsul

 

Vem aí o 2º Encontro Gaúcho de Educação Financeira (Egef)

Porto Alegre será sede do 2º Encontro Gaúcho de Educação financeira (2º Egef), que acontece no dia 23 de novembro próximo, às 19 horas, no Centro Cultural da Universidade Federal do RS (Ufrgs), na Rua Eng. Luiz Englert, 333, 2º andar, . O evento reunirá educadores financeiros de todo o estado do RS para disseminar a importância da Educação Financeira como meio de transformação da vida das famílias.

O encontro presencial terá dois painéis com o assunto: Planejamento e Organização Financeira e Como evitar o endividamento. Terá como painelistas Adriano Severo, Ana Pregardier, Bruna Hanauer, Camila Bavaresco, Camila Lorentz, Diego Angelos, Dirlene Silva, Everton Lopes, Gabriela Rodrigues, Janile Soares, Mariliane Caramão e Wendy Carraro.


O ingresso será um quilo de alimento não perecível.

Saiba mais em:
https://www.instagram.com/educacaofinanceirars/

XV Congresso Anual ABDE está com inscrições abertas


Estão abertas as inscrições para o XV Congresso Nacional ABDE, organizado pela Associação Brasileira de Direito e Economia,  a ser realizada em Porto Alegre (RS), nos dias 28 e 29 de novembro, no Campus da Unisinos Porto Alegre. As inscrições estão disponíveis para diversas categorias, e estão abertas até o dia 25 de novembro.

O Congresso Anual da ABDE é um dos mais importantes eventos na área de análise econômica do Direito no Brasil e na América Latina. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas clicando aqui!
 

Corecon-RS no XXVII SINCE, em João Pessoa


O Presidente do Corecon-RS, economista Mário de Lima, o Vice-Presidente, economista Aristóteles Galvão e o Conselheiro Federal, economista gaúcho Clovis Meurer, participaram do  27º Simpósio Nacional dos Conselhos de Economia (XXVII SINCE), realizado pelo Conselho Regional de Economia da Paraíba (Corecon-PB), que aconteceu de 2 a 4 de novembro último, na cidade de João Pessoa.

A 27º edição do SINCE teve como tema “O papel do Sistema Cofecon/Corecons na superação da crise e retomada do desenvolvimento”, e reuniu economistas de todo o país para discutir também sobre questões regimentais, operacionais e legislativas relacionadas à atuação dos Conselhos Regionais de Economia.










Também acompanham o Corecon-RS, os alunos de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Carolina Liriel Times e Diego Alfaro São Martinho dos Santos, representantes do RS na 11ª Gincana Nacional de Economia, que aconteceu paralelamente ao evento.

 

UCS sedia 1º Seminário Conectando Pessoas, Negócios e o Planeta

A Universidade de Caxias do Sul (UCS), sediará na terça-feira, dia 8 de novembro, o  1º Seminário Conectando Pessoas, Negócios e o Planeta (CON3CT4NDO). O evento ocorrerá as 18h30min, no Campus Universitário da Região das Hortências, em Canela, e a  entrada custará um quilo de alimento não perecível, cujo montante será revertido a entidades da região.

 
Serão mais de três horas de evento, distribuídas entre sete palestras ministradas por especialistas da região. O objetivo é questionar e refletir a forma como se pensa e age diante da busca por uma solução inteligente para os desafios enfrentados no cotidiano. Em pauta, temas como gestão empresarial a partir de debates sobre mão de obra na região e impacto ambiental.

Clique aqui para mais informações!

Chapa Orgulho de Ser Economista é eleita para triênio 2023-25 no Corecon-RS

 

A Chapa 1, “Orgulho de Ser Economista”, foi eleita, no dia 31 de outubro, para renovação de um terço do Conselheiros Efetivos e Suplentes do Corecon-RS e de Delegado Eleitor Efetivo e Suplente junto ao Colégio Eleitoral do Cofecon.

Assumirão, em janeiro próximo, para um mandato de três anos (2023-2025), os economistas Bruno Breyer Caldas, Janile da Silva Soares e Rodrigo Salvato de Assis, como Conselheiros Efetivos, e Fabíola Braga Torres, João Pedro Maffessoni e Mário Jaime Gomes de Lima, como Conselheiros Suplentes. Também foram eleitos, para Delegado Eleitor Efetivo junto ao Cofecon o economista Clovis Benoni Meurer, e para Delegado Eleitor Suplente, o economista Felipe Garcia Ribeiro.

A Chapa somou 194 votos válidos de um total de 226 votos, sendo contabilizados 15 votos em branco e 17 votos nulos.

As eleições do Sistema Cofecon/Corecons, que contaram com voto eletrônico, foram realizadas em 27 estados brasileiros, ao longo dos dias 27, 28, 29, 30 e 31 de outubro, com os resultados de todo o País divulgados oficialmente ainda na noite desta segunda-feira, dia 31.


Confira os novos conselheiros regionais e delegados do Corecon-RS, eleitos para o triênio 2013/2025


Conselheiros Efetivos:

Bruno Breyer Caldas
Graduado em economia (UFRGS), Mestre em administração com ênfase em finanças (UFRGS), Doutor em economia (UFRGS). Ex-professor de microeconomia na UFRGS (2011-2015), Ex- professor de finanças na Fadergs (2017), Ex-editor-chefe da revista Ensaios FEE (2015-2018),Ex-conselheiro no Corecon/RS (2016-2018), Ex-vice-presidente no Corecon/RS (2018), Ex- assessor na SMF/PMPA (2019-2020) e e Ex-secretário da Fazenda Adjunto na SMF/PMPA (2021-2022). Pesquisador em economia no DEE (2010-atual), Conselheiro no Corecon-RS (2020-atual) e Secretário de Transparência e Controladoria Adjunto na SMTC/PMPA (2022- atual)

Janile Soares

Economista, conselheira titular do Corecon RS e coordenadora da comissão de educação econômico-financeira. Cofundadora e planejadora financeira da Build Planejamento Financeiro, sócia da Blocos, startup de educação financeira. Representante regional no RS da Associação de Profissionais Orientadores e Educadores em Finanças (Apoef), Educadora Financeira do Núcleo de Apoio ao Superendividado do Procon Canoas, Cocriadora do EGEF - Encontro Gaúcho de Educação Financeira e editora do blog A Economista de Batom, onde trata de economia e finanças, empreendedorismo e empoderamento.

Rodrigo Salvato de Assis
Economista formado pela PUCRS, Mestre em Economia do Desenvolvimento pela PUCRS e Doutor em Economia Aplicada pela UFRGS. Tem experiência docente de graduação no Instituto Federal Farroupilha, e experiência docente em Economia para o Ensino Médio no Instituto Federal, Colégio Unificado, Fleming Ensino Médio e Fundação Tênis.

Conselheiros Suplentes:

Fabíola Braga Torres

Formada em Economia pela PUCRS - Pontifícia Universidade Católica do RS em 2002, pós-graduado em Auditoria e Perícia pela Faculdades Porto-Alegrenses (Fapa), em 2007. Profissional com larga experiência no Sistema Financeiro, tendo trabalhado em Bancos (ABN AMRO e Banrisul), Caixas Estadual e Federal (CEF e CEE/RS) e Cooperativa de Crédito Mútuo (Unicred/PoA).

João Pedro Zanetti Maffessoni
Economista graduado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. No Governo Federal, atuou como Assessor Técnico do Gabinete do Ministro da Cidadania e Assessor da Secretaria-Executiva do Ministério da Cidadania. Atualmente, exerce a Chefia de Gabinete da Secretaria de Planejamento e Assuntos Estratégicos do Município de Porto Alegre.

Mário de Lima
Doutor em economia, Secretário Adjunto da Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre-RS e presidente do Conselho Regional de Economia do Estado do Rio Grande do Sul (Corecon-RS). Como economista, professor e escritor atua nas áreas de políticas públicas, finanças públicas, governança, desenvolvimento metropolitano e economia regional e urbana.

Delegado Efetivo Titular:

Clovis Benoni Meurer

Graduado pela Pontifícia Universidade Católica do RS em Ciências Econômicas e em Administração de Empresas. Administração Financeira II (Fundação Getúlio Vargas/ Rio de Janeiro/RJ); Contabilidade de Custos (Management Center do Brasil - MCB - Porto Alegre/RS). Experiência em Private Equity/Venture Capital com cursos, eventos e seminários no País e exterior. Sócio fundador da CRP Companhia de Participações; atua desde sua fundação, em 1982, e Diretor Superintendente a partir de 1996; gestor de recursos/administrador de Carteira de Valores Mobiliários, autorizado pela CVM desde 1997.

Delegado Efetivo Suplente:

Felipe Garcia Ribeiro

Professor associado da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Tem doutorado em Economia pela Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (2013). Tem experiência como Secretário Adjunto e Assessor Especial de Política Econômica no Ministério da Economia. Foi também consultor do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e Pesquisador Visitante do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). É líder do grupo de pesquisa "Avaliação de Políticas Públicas e Programas Sociais" da UFPel. Tem artigos publicados em revistas como Applied Economics, The World Economy, Review of Development Economics, Journal of Quantitative Criminology e outras de grande circulação nacional.

Clique AQUI para acessar os resultados das eleições Cofecon/Corecons em todo o País

 



 

João Pessoa sedia o XXVII Since

Acontece, nos dias 2, 3 e 4 de novembro próximo, em João Pessoa, o XXVII Simpósio Nacional dos Conselhos de Economia (Since), numa promoção do Sistema Cofecon/Corecons. O Corecon-PB tem trabalhado para sediar o debate sobre o papel dos Conselhos Regionais de Economia e a economia brasileira, com o objetivo de fortalecer a atuação profissional e contribuir com diretrizes e projetos que proporcionem o desenvolvimento inclusivo no País.

A parceria entre os Conselhos Federal e Regionais de Economia, tanto no Since quanto ao longo do ano, é fundamental para tornar ainda mais conhecido o compromisso do economista e sua contribuição no setor público, na pesquisa, no comércio exterior, na avaliação de dados, na proposição e no acompanhamento de projetos econômicos, entre tantas outras áreas.

Assim, com o tema “O papel do Sistema Cofecon/Corecons na superação da crise e retomada do desenvolvimento”, o XXVII SINCE será um marco tanto para profissionais como para a sociedade.

Clique AQUI para acessar a programação

Corecon estará presente na V Jornada JucisRS de Interiorização


A Junta Comercial, Industrial e Serviços do Rio Grande do Sul (JucisRS) realizará, nos dias 3 e 4 de novembro, a V Jornada JucisRS de Interiorização. O evento será sediado no município de Farroupilha, na região na Serra Gaúcha, de maneira híbrida, com a modalidade presencial sendo realizada no Sindilojas da cidade. Em dois dias de atividades gratuitas e abertas ao público, a iniciativa contará com a presença de prefeitos, secretários, vereadores, empresários, agentes públicos, empreendedores, estudantes e demais interessados.
 
V Jornada JucisRS de Interiorização tem como objetivo promover palestras, workshops e oficinas sobre Governo Digital no âmbito estadual e municipal, além das novas tecnologias, desburocratização e simplificação dos processos para abertura de empresas com ênfase na Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim). Outros enfoques abordados serão as integrações para o desenvolvimento econômico e social dos municípios, licenciamentos ambientais, plataforma Tudo Fácil Empresas (TFE) e Imposto Solidário. A Jornada já foi sediada em Novo Hamburgo, Santo Antônio da Patrulha, Panambi e Bagé.
 
A meta da JucisRS é abranger todos os municípios do RS até o final deste ano promovendo a troca de experiências para que os usuários tenham a ideia de um processo linear para que os procedimentos sejam semelhantes em todos os municípios em prol do empreendedorismo do RS.
 
Um dos paineis, que acontecerá no dia 3, às 16h30min, contará com a presença das economistas e conselheiras do Corecon-RS Giovana Menegotto e Jacqueline Maria Corá, do economista da Fiergs, Giovani Baggio, Economista-Chefe da CDL PoA, Oscar Frank Jr., o economista e Doutor em Economia, Mosar Leandro Ness e o Analista de Relações Internacionais da Farsul, Renan Hein dos Santos, e irá abordar o tema "Perspectivas Econômicas para 2023".
 
 
 

Página 2 de 117