Indicadores Econômicos RS

logo ie rs 2020 255

Morre Robert Mundell, Nobel de economia e ‘pai intelectual’ do euro

 

O Site Valor Investe noticiou, no final da tarde da última segunda-feira, dia 5, a morte de Robert Mundell, Nobel de economia e "pai intelectual" do euro. Ele faleceu de causas naturais, aos 88 anos, em sua casa na província de Siena, na Itália.

Mundell foi consultor de várias agências e organizações internacionais, incluindo ONU, FMI, Banco Mundial, Comissão Europeia e vários governos da América Latina e da Europa, além do Federal Reserve Board, o Tesouro dos EUA e o governo do Canadá. Em 1970, foi consultor do Comitê Monetário da Comissão Econômica Europeia e, em 1972-73, membro do seu Grupo de Estudos sobre a União Econômica e Monetária na Europa. Autor de inúmeras obras e artigos sobre teoria econômica da economia internacional, ele preparou um dos primeiros planos para uma moeda comum na Europa e é conhecido como o pai da teoria das áreas monetárias ótimas. Mundell foi um pioneiro da teoria da combinação de políticas monetárias e fiscais, a teoria da inflação, juros e crescimento, a abordagem monetária do balanço de pagamentos e o cofundador da economia “do lado da oferta”. Ele também escreveu extensivamente sobre a história do sistema monetário internacional. Em 1999, venceu o Nobel por sua “análise da política fiscal e monetária na presença de diferentes regimes de taxas de câmbio e por sua análise de áreas monetárias ótimas”.

(Fonte: ValorInveste / Foto: Diário do Distrito)

Robert Mundell esteve em Porto Alegre, em abril de 2000, para uma palestra no Hotel Plaza São Rafael, dentro de evento promovido pela Fundação Getúlio Vargas, "Mercosul - O Desafio de Uma União Monetária". Na oportunidade, ele veio ao Rio Grande do Sul a convite do professor Ernani Hickmann, da FGV, seu amigo pessoal.