Campanha de Valorizacao do economista

programa nacional de prevencao l ogo

Logo ENEFlogo programa prevencao corrupcao150

 
 

Morre ex-ministro do Plajenamento, economista João Sayad

O ex-ministro do Planejamento e professor de Economia, João Sayad, faleceu, no último domingo, dia 5 de setembro, no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde estava internado, há mais de um mês, para tratamento de um câncer. Primeiro ministro do Planejamento após a redemocratização do Brasil, Sayad participou da equipe que desenhou o Plano Cruzado, em 1986. Integrante do grupo conhecido como “novos economistas paulistas”, ao lado de José Serra, Luciano Coutinho e André Franco Montoro Filho, Sayad atuou também como consultor do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e chefiou a Secretaria de Finanças na prefeitura de São Paulo

Nascido em São Paulo, em 1945, Sayad formou-se em Economia na USP em 1967 e começou a lecionar já no dia seguinte. O primeiro cargo público foi assumido em 1983, quando aceitou ser secretário da Fazenda do então governador Franco Montoro. Os resultados obtidos em São Paulo e suas ligações políticas o cacifaram para ser o ministro do Planejamento de Tancredo Neves, que não viria a assumir o mandato. No governo de José Sarney, Sayad ajudou a formular o Plano Cruzado, que tinha o objetivo de combater a hiperinflação por meio da troca de moeda e do congelamento de preços, entre outras medidas. Também foi secretário de Finanças e Desenvolvimento Econômico durante a gestão petista de Marta Suplicy na Prefeitura de São Paulo, de 2001 a 2003. Quatro anos depois, na gestão de José Serra (PSDB) no governo do estado de São Paulo, foi secretário de Cultura e presidente a Fundação Padre Anchieta, que controla a TV Cultura.

Fonte: Jornal O Globo, Wickipedia