Doutoranda da UFRGS é classificada em Programa da Elades/Cepal


CristieleA doutoranda em Economia pela Universidade Federal do RS (UFRGS), Cristiéle de Almeida Vieira, foi selecionada para participar de curso promovido pelo Programa de Estudios Avanzados en Economías Latinoamericanas, da Escuela Latinoamericana de Estudios del Desarrollo (Elades), da Comisión Económica para América Latina y el Caribe (Cepal). Dos 184 profissionais, do mundo inteiro, inscritos, foram classificados 36 alunos da Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Estados Unidos, Guatemala, Honduras, Itália, México, Nicarágua, Paraguai, Peru, Uruguai e Brasil.

As aulas do Curso, que está estruturado em macroeconomia, microeconomia e história e desenvolvimento, são ministradas por pesquisadores do corpo docente da Cepal e por renomados professores de diversas universidades, da América Latina e do Caribe e de outras partes do mundo.

“No atual cenário econômico e social do Brasil e da América Latina, com dificuldades financeira e de capital, piora dos indicadores sociais, como desigualdade e mortalidade infantil, entre outros, cabe destacar a importância das pesquisas cientificas para gerar informações dos motivos e resultantes das medidas a serem adotadas em prol da prosperidade socioeconômica”, afirma a pesquisadora. “E acredito que o Programa seja uma oportunidade ímpar para enriquecer meu conhecimento nas áreas que atuo, e também na captação de informações de novas áreas”, complementou.

Cristiéle Vieira é doutoranda em Economia, na área de Economia Aplicada pela UFRGS), onde é orientada pelo professor Giácomo Balbinotto Neto. É mestra em Economia, na área de teoria econômica pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e bacharela em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Atualmente é bolsista CNPQ de doutorado. Foi premiada, em 2020, no 24º Prêmio Banco do Nordeste, com a dissertação “Ensaios sobre a Economia da Saúde Infantil no Brasil: pobreza multidimensional e internações por doenças infecciosas intestinais” e teve o trabalho “Hospitalizations for Intestinal Infectious Diseases Inearly Childhood: Spatial analysis among brazilian micro-regions” classificado para participar da 8ª Conferência da Associação Europeia de Economia da Saúde, em setembro de 2021.

Acompanhe a matéria no site das Nações Unidas/México

Foto: Assessoria de Imprensa Nações Unidas/México

Corecon-RS na formatura da FURG

O conselheiro do Corecon-RS, João Carlos Medeiros Madail, participou na última sexta-feira, dia 13, da solenidade de formatura dos novos bacharéis em Economia da Fundação Universidade do Rio Grande (FURG). O evento aconteceu no Cidec, do Campus da Universidade, em Rio Grande, e reuniu professores, familiares e amigos dos 18 formandos. Diplomaram-se Camila de Oliveira Morais, Luisa Barcelos Ugoski, Tatiane Moura dos Santos, Tamires Silva de Moraes, Marlom Barcelos dos Santos, Mellina Delgado Saraiva, Rafael do Amaral Santiago, Joao Paulo de Freitas Pinho, Emilly Almeida Fonseca, Pedro Guma Lopes, Lamone Ruela de Oliveira, Gustavo Antonacci Porciúncula, Camila de Oliveira Mendes, Rhavyer dos Santos Cunha, Ingrid Queiroz dos Santos da Costa, João Felipe Alves Moreira Portugal, Andressa da Silva Bueno Siqueira e Vanessa Campello Mendes. O Aluno Destaque da turma foi Rhavyer dos Santos Cunha.

 

Na terça-feira, dia 10, o vice-presidente, economista Aristóteles Galvão, participou da solenidade de colação de grau dos novos bacharéis da Universidade Federal do Pampa (Unipampa). O evento aconteceu no formato online e oficializou a graduação dos novos bacharéis Clovis Pereira Lemos Neto, Felipe Osorio Marques Ferreira, Guilherme Rodrigues dos Santos, Marcos Adriano de Freitas dos Santos, Magde Mustafa Mello El Hanini e Thiago Nunes Moreira Pereira. A Unipampa irá realizar outra solenidade, desta vez presencial, no dia 10 de junho próximo, em que oficializará a formatura de Pablo Enrique Barboza Rosa e de Rochieli Bonadiman Villemur, aluna destaque da turma.


A conselheira Janile Soares já havia participado, no dia 9 de março, da solenidade de graduação do Curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal do RS (UFRGS), ocorrida no Salão de Atos da Universidade, em Porto Alegre. Na oportunidade, graduaram-se 35 alunos.

No mesmo dia, o conselheiro Bruno Nogueira Lanzer representou o Corecon-RS na solenidade de formatura do Curso de Ciências Econômicas da Universidade do Rio do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), ocorrida no Anfiteatro Padre Werner, no Campus de São Leopoldo, onde graduaram-se 8 alunos. 

O vice-presidente já havia participado anteriormente de outras duas solenidades. No dia 25 de fevereiro, foi realizada a formatura do Curso de Ciências Econômicas da Universidade de Caxias do Sul (UCS), que aconteceu no Teatro da UCS, no bloco M, da Universidade, em Caxias do Sul, onde se graduaram 23 alunos. no dia 12, esteve presente na solenidade de colação de grau dos novos bacharéis de Economia da Universidade de Passo Fundo (UPF), que formou cinco alunos.

 

 

 

No dia 14 de fevereiro, o presidente do Corecon-RS, Economista Mário de Lima, representou a entidade na formatura dos novos bacharéis de Economia da Pontifícia Universidade Católica do RS (PUCRS). Na ocasião, graduaram-se 13 alunos.

O Corecon-RS vem acompanhando as formaturas dos Cursos de Ciências Econômicas de todas as universidades gaúchas com o objetivo de estreitar ainda mais as relações com os alunos e com as instituições acadêmicas, incentivando e acompanhando os novos profissionais na sua caminhada pelo mercado de trabalho.

RS tem queda no desemprego e na informalidade do mercado de trabalho


- Além disso, mais pessoas passaram a buscar emprego e foram absorvidas pelas vagas abertas -

O Rio Grande do Sul trouxe no primeiro trimestre de 2022 uma queda interessante da taxa de desemprego. Calculada pelo IBGE, ela passou para 7,5%, frente a 8,1% que tinha registrado no último trimestre de 2021. Ainda está longe de Santa Catarina, com sua taxa de 4,5%, e ainda tem Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná e Rondônia com índices menores. 

O mercado de trabalho gaúcho, porém, se destaca ainda pela baixa informalidade. Fica em 32,8%, uma das menores taxas do país, que tem uma média de 40,1%. É, ainda, o terceiro Estado com maior percentual de empregados com carteira assinada no setor privado, 81,1%.

"Um dado interessante é que houve geração de empregos o suficiente para absorver desempregados e também mais pessoas que passaram a buscar trabalho, que aumentou no período. É um movimento saudável da taxa. O resultado é que, depois de algum tempo, o número de gaúchos desempregados ficou abaixo de 500 mil", afirma, em sua coluna no Jornal Zero Hora, a jornalista Giane Guerra. O IBGE estima em 463 mil pessoas buscando trabalho no Estado, ou seja 37 mil a menos do que no final de 2021.

Outra boa notícia é que a renda média do trabalhador aumentou para R$ 2.860. Apesar disso, ainda fica bem abaixo do ano passado, quando era R$ 3.127. Como houve geração de empregos, no entanto, a massa salarial da população aumentou bem, o que é um bom indicador para a economia geral.

Fonte: Jornal Zero Hora

Clique AQUI para acessar os dados  da PNAD divulgados nesta sexta-feira pelo IBGE

Conheça os integrantes da Chapa que concorre às eleições do Corecon

O Conselho Regional de Economia do RS (Corecon-RS) realiza, de 27 a 31 de outubro próximo, as eleições para a renovação de um terço de seus Conselheiros, sendo três Efetivos e três Suplentes. Na oportunidade, também serão eleitos um Delegado-Eleitor Efetivo e um Delegado-Eleitor Suplente, para atuarem junto ao Conselho Federal de Economia (Cofecon).

A chapa inscrita para estas eleições é composta pelos economistas Bruno Breyer Caldas, Janile da Silva Soares e Rodrigo Salvato de Assis, como Conselheiros Efetivos, e Fabíola Braga Torres, João Pedro Maffessoni e Mário Jaime Gomes de Lima, como Conselheiros Suplentes.

Também concorrerá, para Delegado Eleitor Efetivo junto ao Cofecon o economista Clovis Benoni Meurer, e para Delegado Eleitor Suplente, o economista Felipe Garcia Ribeiro.

A votação acontecerá das 8 horas do dia 27 até as 20 horas do dia 31, e serão realizadas novamente pela internet, através do site www.votaeconomista.org.br.

O processo eleitoral é totalmente seguro e verificado por auditores externos, o que, além de legitimá-lo, o torna mais democrático, fortalecendo ainda mais a representatividade da categoria.

A participação de todos os economistas é muito importante!

Para votar, é necessário estar devidamente registrado no Corecon-RS e adimplente com as anuidades e débitos perante o Conselho, até o dia 17 de outubro de 2022.

Para o sucesso das eleições, é importante que o seu cadastro esteja atualizado na base de dados do Corecon-RS. Em função disso, solicitamos que o mesmo seja atualizado através do link https://forms.gle/Awx5MHvysaCZ91d56

Caso ainda não possua login e senha de acesso para os serviços online de votação do sistema Cofecon/Corecons, acesse a opção de “Obter minha senha de votação”, disponível no site www.votaeconomista.org.br 

Passo a passo para criar a sua senha de votação

1) Acesse o site www.votaeconomista.org.br e selecione a opção “Obter minha senha de votação”.

2) Leia o Termo de Consentimento, em conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados, e selecione a opção “Concordo”. Informe o número do CPF e, em seguida, selecione a opção “Não sou um robô”. Clique então em “Iniciar criação de senha”.

3) Na tela da confirmação positiva, responda às perguntas apresentadas, conforme seus dados cadastrados no Corecon.

4) Selecione a opção desejada (e-mail ou telefone celular) para receber o link de validação da sua senha de votação.

5) Ao receber o link, acesse-o em um navegador de internet, escolha a senha de sua preferência e clique em “Confirmar”. Informe o CPF e, em seguida, selecione a opção “Não sou um robô”. Por fim, marque “Criar minha senha”. Essa será sua senha definitiva para o processo de votação. Caso perca ou necessite trocar a sua senha, retorne ao item 1 e repita o processo. Durante o pleito, de 27 a 31 de outubro, após a criação da senha, você será direcionado para o ambiente de votação.

Faça a diferença! Participe e exerça o seu direito ao voto no Sistema Cofecon/Corecons. 

Eventuais dúvidas podem ser sanadas pelo telefone (51) 3254-2600 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., de segunda à sexta-feira, das 9 às 18 horas.

 

Conheça a chapa Orgulho de Ser Economista

Conselheiros Efetivos:

Bruno Breyer CaldasGraduado em economia (UFRGS), Mestre em administração com ênfase em finanças (UFRGS),Doutor em economia (UFRGS). Ex-professor de microeconomia na UFRGS (2011-2015), Ex- professor de finanças na Fadergs (2017), Ex-editor-chefe da revista Ensaios FEE (2015-2018),Ex-conselheiro no Corecon/RS (2016-2018), Ex-vice-presidente no Corecon/RS (2018), Ex- assessor na SMF/PMPA (2019-2020) e e Ex-secretário da Fazenda Adjunto na SMF/PMPA (2021-2022). Pesquisador em economia no DEE (2010-atual), Conselheiro no Corecon-RS (2020-atual) e Secretário de Transparência e Controladoria Adjunto na SMTC/PMPA (2022- atual)

Janile Soares
Economista, conselheira titular do Corecon RS e coordenadora da comissão de educação econômico-financeira. Cofundadora e planejadora financeira da Build Planejamento Financeiro, sócia da Blocos, startup de educação financeira. Representante regional no RS da Associação de Profissionais Orientadores e Educadores em Finanças (Apoef), Educadora Financeira do Núcleo de Apoio ao Superendividado do Procon Canoas, Cocriadora do EGEF - Encontro Gaúcho de Educação Financeira e editora do blog A Economista de Batom, onde trata de economia e finanças, empreendedorismo e empoderamento.

Rodrigo Salvato de AssisEconomista formado pela PUCRS, Mestre em Economia do Desenvolvimento pela PUCRS e Doutor em Economia Aplicada pela UFRGS. Tem experiência docente de graduação no Instituto Federal Farroupilha, e experiência docente em Economia para o Ensino Médio no Instituto Federal, Colégio Unificado, Fleming Ensino Médio e Fundação Tênis.

Conselheiros Suplentes:

Fabíola Braga Torres
Formada em Economia pela PUCRS - Pontifícia Universidade Católica do RS em 2002, pós-graduado em Auditoria e Perícia pela Faculdades Porto-Alegrenses (Fapa), em 2007. Profissional com larga experiência no Sistema Financeiro, tendo trabalhado em Bancos (ABN AMRO e Banrisul), Caixas Estadual e Federal (CEF e CEE/RS) e Cooperativa de Crédito Mútuo (Unicred/PoA).

João Pedro Zanetti MaffessoniEconomista graduado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.No Governo Federal, atuou como Assessor Técnico do Gabinete do Ministro da Cidadania e Assessor da Secretaria-Executiva do Ministério da Cidadania.Atualmente, exerce a Chefia de Gabinete da Secretaria de Planejamento e Assuntos Estratégicos do Município de Porto Alegre.

Mário de LimaDoutor em economia, Secretário Adjunto da Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre-RS e presidente do Conselho Regional de Economia do Estado do Rio Grande do Sul (Corecon-RS). Como economista, professor e escritor atua nas áreas de políticas públicas, finanças públicas, governança, desenvolvimento metropolitano e economia regional e urbana.

 

Delegado Efetivo Titular:

Clovis Benoni MeurerGraduado pela Pontifícia Universidade Católica do RS em Ciências Econômicas e em Administração de Empresas. Administração Financeira II (Fundação Getúlio Vargas/ Rio de Janeiro/RJ); Contabilidade de Custos (Management Center do Brasil - MCB - Porto Alegre/RS). Experiência em Private Equity/Venture Capital com cursos, eventos e seminários no País e exterior. Sócio fundador da CRP Companhia de Participações; atua desde sua fundação, em 1982, e Diretor Superintendente a partir de 1996; gestor de recursos/administrador de Carteira de Valores Mobiliários, autorizado pela CVM desde 1997.

Delegado Efetivo Suplente:

Felipe Garcia RibeiroProfessor associado da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Tem doutorado em Economia pela Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (2013). Tem experiência como Secretário Adjunto e Assessor Especial de Política Econômica no Ministério da Economia. Foi também consultor do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e Pesquisador Visitante do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). É líder do grupo de pesquisa "Avaliação de Políticas Públicas e Programas Sociais" da UFPel. Tem artigos publicados em revistas como Applied Economics, The World Economy, Review of Development Economics, Journal of Quantitative Criminology e outras de grande circulação nacional.

Programa de Pós-Graduação em Economia da UFRGS prorroga prazo de inscrições

O Programa de Pós-Graduação em Economia da UFRGS (PPGE) prorrogou o prazo de inscrições para o curso de especialização em Economia, Finanças e Mercados Financeiros. A formação é voltada a profissionais de nível superior de áreas como Economia, Administração, Contábeis, Direito e Engenharias.
 
As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de maio. Edital de seleção e mais informações sobre a especialização estão disponíveis no site do curso: ufrgs.br/economiafinancas. 
 
Contatos pelo email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Corecon-RS na formatura da Unipampa

Com o objetivo de estreitar ainda mais as relações com os alunos e com as instituições acadêmicas, o Corecon-RS vem participando, ao longo deste ano de 2022, das solenidades de formatura dos cursos de Ciências Econômicas das universidades de todo o Estado.


Na última terça-feira, dia 10, o vice-presidente, economista Aristóteles Galvão, participou da solenidade de colação de grau dos novos bacharéis da Universidade Federal do Pampa (Unipampa). O evento aconteceu no formato online e oficializou a graduação dos novos bacharéis Clovis Pereira Lemos Neto, Felipe Osorio Marques Ferreira, Guilherme Rodrigues dos Santos, Marcos Adriano de Freitas dos Santos, Magde Mustafa Mello El Hanini e Thiago Nunes Moreira Pereira. A Unipampa irá realizar outra solenidade, desta vez presencial, no dia 10 de junho próximo, em que oficializará a formatura de Pablo Enrique Barboza Rosa e de Rochieli Bonadiman Villemur, aluna destaque da turma.


A conselheira Janile Soares já havia participado, no dia 9 de março, da solenidade de graduação do Curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal do RS (UFRGS), ocorrida no Salão de Atos da Universidade, em Porto Alegre. Na oportunidade, graduaram-se 35 alunos.

No mesmo dia, o conselheiro Bruno Nogueira Lanzer representou o Corecon-RS na solenidade de formatura do Curso de Ciências Econômicas da Universidade do Rio do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), ocorrida no Anfiteatro Padre Werner, no Campus de São Leopoldo, onde graduaram-se 8 alunos. 

O vice-presidente já havia participado anteriormente de outras duas solenidades. No dia 25 de fevereiro, foi realizada a formatura do Curso de Ciências Econômicas da Universidade de Caxias do Sul (UCS), que aconteceu no Teatro da UCS, no bloco M, da Universidade, em Caxias do Sul, onde se graduaram 23 alunos. no dia 12, esteve presente na solenidade de colação de grau dos novos bacharéis de Economia da Universidade de Passo Fundo (UPF), que formou cinco alunos.

 

No dia 14 de fevereiro, o presidente do Corecon-RS, Economista Mário de Lima, representou a entidade na formatura dos novos bacharéis de Economia da Pontifícia Universidade Católica do RS (PUCRS). Na ocasião, graduaram-se 13 alunos.

 

 

Indústria avança em nove dos quinze locais pesquisados no mês de março

Com o avanço de 0,3% na indústria nacional em março, na série com ajuste sazonal, nove dos 15 locais pesquisados pelo IBGE apresentaram taxas positivas.

De acordo com dados apresentados pela Agência de Notícias do IBGE, as maiores expansões foram registradas em São Paulo (8,4%) e Ceará (3,8%).

Mato Grosso (2,8%), Minas Gerais (2,4%), Rio de Janeiro (2,1%), Região Nordeste (1,8%) e Paraná (0,6%), Amazonas (0,3%) e Bahia (0,1%) completaram o conjunto de locais com resultados positivos. Já Santa Catarina (-3,8%), Pará (-3,3%) e Espírito Santo (-3,0%) apresentaram os recuos mais acentuados.

Em relação à média móvel trimestral, sete dos 15 locais pesquisados apontaram taxas negativas no trimestre terminado em março, com destaque para Amazonas (-2,5%), Paraná (-2,1%) e Goiás (-1,9%). No acumulado do ano, houve queda em nove dos 15 locais pesquisados, com destaque para Ceará (-12,8%) e Pará (-12,2%). Já no acumulado dos últimos 12 meses, nove dos 15 locais pesquisados também assinalaram taxas positivas em março de 2022.


Leia o estudo completo clicando aqui!

SJSPS abre processo seletivo para estagiário de economia

A Secretaria de Justiça e Sistemas Penal e Socioeducativo está com as inscrições abertas para cargo de estagiário em economia. A vaga é para a Assessoria Técnica e Planejamento/ASSTEC, e os objetivos são apoiar tecnicamente atividades da Assessoria Técnica do Secretário de Estado em pesquisas e análises de dados qualitativos e quantitativos das políticas públicas de justiça e do sistema penal e socioeducativo do RS.

Interessados devem enviar o Currículo atualizado, histórico escolar e carta de motivação, para o email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

Mais informações em: https://bit.ly/3LeSZpT

Nota do Corecon sobre a Adesão do RS ao Regime de Recuperação Fiscal

Ao longo dos últimos anos, o Rio Grande do Sul enfrentou sucessivos déficits orçamentários. Foram raras as ocasiões em que as receitas estaduais superaram as despesas. Esse descasamento entre receitas e despesas foi endereçado, de diferentes formas, pelos mais distintos governos, quase sempre ignorando o problema principal: o crescimento descontrolado e o alto nível do gasto com pessoal.

A má gestão das contas públicas culminou em um alto nível de endividamento e trouxe consequências muito negativas para a sociedade gaúcha. Foram meses de salários atrasados para parte dos servidores estaduais, atrasos nos repasses para municípios, hospitais e fornecedores, além de sucessivos aumentos de impostos. Em um dos momentos mais críticos, o Estado chegou a ter recursos sequestrados pela União, pela falta de pagamento das parcelas da dívida, já que também não conseguia honrar os compromissos financeiros com os seus credores.

Nos últimos anos, foram propostas diversas medidas duras para enfrentar essa situação de calamidade fiscal. Essas medidas foram amplamente discutidas e aprovadas pela maior parte dos gaúchos, através dos seus representantes na Assembleia Legislativa do Estado.

Os impactos dessas profundas reformas, no entanto, serão sentidos apenas no médio e no longo prazos. Mas a adesão ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) é condição necessária para que todo o esforço fiscal alcançado até agora não seja perdido.

Por isso, a Plenária do Conselho Regional de Economia apoia a aprovação do Projeto de Lei Complementar nº 48/2022, que está apto para votação na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, na próxima terça-feira (10/05). O referido projeto apenas fortalece os mecanismos de controle dos gastos e abre caminho para a homologação do Plano de Recuperação Fiscal. Isso vai permitir que o Estado consiga finalmente trilhar o caminho virtuoso do equilíbrio estrutural das suas finanças. É importante salientar que o equilíbrio orçamentário não é um fim em si mesmo, mas um meio de permitir que o Estado cumpra suas funções básicas sem onerar demasiadamente a população gaúcha com impostos elevados.

 

Porto Alegre, 09 de maio de 2022.

CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA DO RS

 

Clique AQUI para acessar o documento “Dívida do Estado do RS já foi paga ou precisamos aderir ao RRF para pagá-la?”, de autoria do economista Darcy Francisco Carvalho dos Santos

Página 25 de 127