Corecon-RS na Plenária de Vogais da JucisRS, em Panambi

O vice-presidente do Corecon-RS, economista Aristóteles Galvão, participou, na manhã de quinta-feira, dia 26, em Panambi, da Plenária de vogais da Junta Comercial, Industrial e Serviços do RS (JucisRS). Aristóteles Galvão, que ocupa uma cadeira no Colégio de Vogais da JucisRS, representando o Conselho de Economia, apresentou para a comunidade panambiense o regimento interno da JucisRS.

As sessões plenárias da JucisRS acontecem tradicionalmente todas as terças e quintas-feiras, na sede da Autarquia, em Porto Alegre, mas, desta vez, ocorreu na cidade de Panambi, dentro da programação da III Jornada de interiorização promovida pela Entidade.

Durante a sessão, a presidente da JucisRS, Lauren de Vargas Momback, afirmou que o objetivo de apresentar a Sessão Plenária de Vogais ao vivo é para “mostrar que o órgão de registro não é apenas para abertura e fechamento de empresas”. Ressaltou que, além das funções de abertura, alteração e fechamento de empresa, existe também o trabalho da Redesim, que trata diretamente com convênios dos municípios e o Colégio de Vogais composto por 21 vogais titulares e 21 vogais suplentes. Que entre as suas responsabilidades está a fiscalização de leiloeiros, a isenção do preço público na plataforma Tudo Fácil Empresas e os julgamentos de medidas administrativas de cancelamentos de ato.

Além do Corecon-RS, encontram-se representados no Colégio de Vogais da JucirRS, Fecomercio, Federasul, Fiergs, CRCRS, OAB, entre outros, além de representantes do Governo do Estado do RS.

Aristóteles Galvão destacou a importância da participação do Corecon nas plenárias da JucisRS “como uma oportunidade de, além de cumprir com as pautas regulares demandadas pelo Fórum, levar às diferentes regiões do RS conhecimento sobre o cenário de rotinas que envolve a profissão do Economista.

Economistas Gustavo de Moraes e Ladislau Dowbor analisam a conjuntura econômica

GustavoSinpro

Os economistas Gustavo Inácio de Moraes, professor da Escola de Negócios da Pontifícia Universidade Católica do RS (PUCRS), e Ladislau Dowbor, da PUC de São Paulo, participarão, no dia 28 de maio, sábado, às 10 horas, de debate promovido pelo Sindicato dos Professores do RS (Sinpro-RS).

Abordarão a conjuntura econômica, com transmissão pelas páginas do Sinpro-RS, no youtube e no facebook.

Revisional em Cédula de Crédito Rural é tema de live nesta terça

A economista perita Ana Prietto participa, nesta terça-feira, dia 24, às 10 horas, da live "Perícia com Café. A transmissão terá a mediação da contadora Quelli Ferreira. Falarão sobre "Revisional em Cédula de Crédito Rural".

A transmissão será realizada pelo instagram @anaprietto_pericias

Segunda via da Carteira Profissional de Economista com 1 ano de Certificação Digital gratuitamente


Os economistas que solicitarem a 2ª Via da Carteira Profissional de Economista junto ao Corecon-RS, terá direito a 1 ano de Certificação Digital, que será fornecida gratuitamente pela empresa Valid, responsável pela emissão das carteiras. Neste caso, o economista interessado deve fazer o pedido via e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e a emissão da nova carteira terá um custo de R$ 65,00 (Sessenta e Cinco Reais).

A parceria da Valid com o sistema Cofecon/Corecons disponibiliza, gratuitamente, um certificado digital em nuvem com validade de um ano. Para esse tipo de certificado, os atendimentos são realizados somente por videoconferência. Por esse motivo, o profissional deve possuir CNH (Carteira Nacional de Habilitação) emitida/renovada a partir de 2018 ou ter realizado a coleta biométrica na validação de um Certificado Digital anterior.

Laboratório do Banco Central abre inscrições para curso online gratuito de DeFi

- Alunos aprenderão a programar tokens, DAOs, NFTs e flashloans -

O Laboratório de Inovações Financeiras Tecnológicas (LIFT Learning) do Banco Central do Brasil está com inscrições abertas para um curso online gratuito sobre finanças descentralizadas (DeFi, na sigla em inglês). As aulas do curso, que será aberto a qualquer interessado, começarão no dia 06 de junho.

Conforme a Asssessoria de Imprensa do Banco Central, o objetivo do curso é dar as ferramentas básicas para os alunos entenderem o que é DeFi de uma forma técnica e precisa, e ter uma visão clara do motivo pelo qual esse ecossistema tem atraído investimentos vultuosos de venture capital.

A primeira parte do curso apresentará a infraestrutura por trás desse ecossistema: blockchain e os contratos inteligentes (smart contracts), explicará um pouco da história de como essas tecnologias surgiram e o que se pode construir em cima delas. A segunda e maior parte, vai ser o aprendizado de solidity (linguagem de programação dos smart contracts) e os componentes básicos de DeFi / Web3 por meio de aulas práticas, nas quais os alunos aprenderão a programar tokens, DAOs, NFTs, flashloans, entre outros tópicos do mercado.

As aulas serão ministradas por diversos profissionais da área, com um especialista do tópico em particular. A idéia que seja feito de forma bastante prática e com conteúdo relevante para construir esse tipo de aplicações.

Ao final do curso, os alunos desenvolverão um projeto usando os smart contracts (Solidity), que servirá como portfólio para continuar a jornada nesse espaço.

Em outubro, os melhores projetos receberão bolsas para desenvolvimento financiadas pela corretora Mercado Bitcoin.

Clique AQUI para inscrições

Matéria publicada originalmente no Portal do Bitcoin.

Exportações industriais gaúchas atingem nível recorde

Ao somarem US$ 1,4 bilhão, as exportações da Indústria de Transformação cresceram 39,6% no Rio Grande do Sul, em abril, na comparação com o mesmo mês de 2021. De acordo com estudo da Federação das Indústrias do RS (Fiergs), no acumulado do ano, as vendas externas alcançaram US$ 5,4 bilhões, valor 43,4% maior em relação ao mesmo período do ano passado.

Dos 24 setores da indústria gaúcha que registraram embarques no mês passado, 18 assinalaram acréscimo no comparativo com abril de 2021. Entre os grandes exportadores, Alimentos foi o que mais cresceu, embarcando US$ 187,4 milhões a mais em mercadorias (52%), principalmente Farelo de soja (+US$ 80,2 milhões), Óleo de soja (+US$ 55,6 milhões), Carne de frango (+US$ 43,3 milhões) e Carne de boi (+US$ 20,8 milhões). Na segunda posição, Tabaco avançou US$ 59,2 milhões, elevação de 84,5%. As maiores vendas para a China, em US$ 41,3 milhões, contribuíram para o resultado. Veículos automotores registraram o terceiro maior aumento, em US$ 36 milhões, com as elevações nas demandas de Chile e Argentina.

A respeito dos principais destinos das exportações do Estado, em abril as vendas para os Estados Unidos se destacaram positivamente ao somarem US$ 189,1 milhões, um aumento superior a US$ 48 milhões, correspondente a uma elevação de 34% se comparada ao mesmo mês de 2021. As altas das indústrias de Coque e derivados do petróleo, com mais US$ 12,7 milhões; Químicos, mais US$ 10,3 milhões; Couro e calçados (+US$ 7,3 milhões) e Alimentos (+US$ 6,8 milhões) para a economia americana explicam o bom desempenho no mês. As vendas para a Argentina também subiram, 55,2% – US$ 42,2 milhões. Por trás desses números, estão as altas em Veículos automotores (+US$ 10,7 milhões) e Máquinas e equipamentos (+US$ 9,2 milhões).

Leia a notícia completa aqui!

Fonte: Fiergs.

Corecon-RS reúne-se com coordenadores de cursos de Economia

O Corecon-RS reuniu-se, na última quarta-feira, 18 de maio, com coordenadores de cursos de Economia das universidades gaúchas. A reunião, realizada virtualmente, foi proposta e organizada pela conselheira do Corecon-RS e coordenadora do curso de Ciências Econômicas da Universidade de Caxias do Sul (UCS), economista e professora Jacqueline Maria Corá. Na ocasião, estiveram presentes o vice-presidente do Corecon-RS, economista Aristóteles Galvão, o coordenador do curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal do RS (UFRGS), economista e professor Mauricio Weiss, a coordenadora do curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Rio Grande (FURG), economista e professora Blanca Gamarra, e o vice-coordenador do Curso de Ciências Econômicas da FURG, economista e professor Eduardo Tillmann.

Durante o encontro, Jacqueline Corá ressaltou que “Uma união através do Corecon-RS pode abrir uma ponte entre cursos de economia e empresas, que pode auxiliar na formação de alunos, se beneficiando de experiências práticas”. Aristóteles Galvão abordou a importância de uma parceria entre as universidades e o conselho, para uma melhor difusão da importância da profissão e suas áreas de atuação.

A reunião serviu como um passo inicial para uma relação ainda maior entre ambos, que buscará uma visibilidade e reconhecimento ainda melhor para a profissão de Economista.

Economistas gaúchos falam sobre perícia econômico-financeira em evento do Cofecon


Os economistas peritos gaúchos Giovanni Mota Moreira e Taylor Favero Guedes participaram, na última terça-feira, dia 17, do Ciclo de Perícia, promovido pelo Conselho Federal de Economia (Cofecon), que reúne, até o dia 24 de maio, economistas peritos de todas as regiões do Brasil para discutirem, a forma como os Corecons vêm atuando na área de perícia econômico-financeira. Já foram realizados três encontros. Esta edição do encontro contou com a participação também dos economistas Tiago Jazynski e Maria Gabirela Nauiack, do Paraná, e teve a mediação de Eduardo André Cosentino, presidente do Corecon-PR. A iniciativa é organizada pela Comissão de Perícia Econômico-Financeira, Mediação e Arbitragem do Cofecon.

O economista Taylor Guedes abriu sua participação no evento, falando sobre sua experiência de mais de três décadas no agronegócio, setor que apontou como um excelente mercado para atuação do perito econômico financeiro e, também, destacou a forte atuação da CAAPE, que faz parte da gestão do Corecon-RS, inclusive com um de nossos membros na vice-presidência da Entidade.

Giovanni Moreira explicou que, no RS, através do Corecon, a CAAPE vem priorizando a capacitação e qualificação dos colegas economistas por considerar muito importante a troca de ideias entre os economistas peritos, com o intuito de aprimorar conhecimentos e experiências. Disse que toda a pericia econômico-financeira deve ser realiada por economista, que é o profissional habilitado e que  tem uma capacidade de entendimento bem mais amplo e adequado às necessidades desse campo de atuação e que o conhecimento da legislação é de fundamental importância para o desempenho da atividade profissional, especialmente o Código do Processo Civil. "Quanto melhor realizado o trabalho, melhor a satisfação pessoal e mais demandas surgirão", ressaltou. Finalizou, fazendo um convite aos jovens estudantes e profissionais da Economia para conhecerem a perícia econômico-financeira como um excelente mercado de trabalho.

O participante do Paraná, economista Tiago Jazynski, falou dos cursos de perícias que o Conselho vem realizando e que tiveram origem, alguns anos antes, nos enconros presenciais que já estudavam algumas áreas da perícia. A sua colega, Gabriela Nauiack, elogiou a iniciativa do cofecon e dos demais corecons, ressaltando a importância desses encontros para a troca de experiências entre os profissionais dos estados e ressaltou a importância de estar a par de toda a legislação na área trabalhista e na área cível para desenvolver um bom trabalho na pericia.

O mediador, presidente do Corecon-PR, economista Eduardo consentino, falou sobre o mercado de trabalho na perícia econômico-financeira no Paraná e disse e que a área vive o melhor momento para desempenhar a profissão, já que a atividade pode ser, em função do avanço tecnológico, desenvolvida de forma muito mais dinâmica e eficiente como a alguns anos atrás.

A apresentadora Maria de fatima agradeceu a todos os participantes e ao público que acompanharou o evento de forma on line. E convidou para a próxima live que estará acontecendo em são Paulo e Bahia.

No primeiro encontro, ocorrido no dia 26 de abril, participaram os economistas Severino Ferreira da Silva, de Pernambuco, Edilson Gonçalves de Aguiais, de Goias, com a mediação de Maria de Fátima Miranda Conselheira federal e coordenadora da Comissão de Perícia Econômico-Financeira, Mediação e Arbitragem do Cofecon. No dia 3 de maio, participaram os economistas Cândido Gabriel de Araújo, do Rio Grande do Norte e Luiz Fernandes Lopes, com a mediação de Vilma Guimarães, conselheira regional e coordenadora do Núcleo de Perícias do Corecon-DF.

No dia 10, participaram os economistas de Minas Gerais, Ceará e Distrito Federal. Alzira Alice de Souza e Marco Aurélio Loureiro, de Minas Gerais, Chirlene Godinho Maia e Marcos Brito de Albuquerque Júnior, do Ceará. Armando Cardoso de Souza e Suzana Squeff Peixoto Silveira, do Distrito Federal, com a mediação de Carlos Magno Andrioli Bittencourt, conselheiro do Cofecon.

O próximo encontro acontecerá no dia 24 e reunirá os economistas Pedro Afonso Gomes, presidente do Corecon-SP, José Marcos de Campos, vice-presidente Técnico do Sindicato dos Economistas de São Paulo, Carlos Rodolfo Lujan Franco, conselheiro titular do Corecon-BA, Alex Andrade, membro da Comissão de Perícia do Cofecon, Domenico Amadeu Loures Belmonte, Marcos Carlos e Alex Gama Queiroz dos Santos, membros do Núcleo de Perícia Econômica e Financeira do Corecon-BA. A mediação será  do vice-presidente do Cofecon, economista Paulo Dantas da Costa.

Clique AQUI para assistir a live na íntegra

 

FAHOR promove evento sobre inovação e empreendedorismo

A Faculdade Horizontina está com inscrições abertas para a 12ª edição do Seminário de Inovação e Empreendedorismo e a Semana Internacional de Engenharia e Economia FAHOR - SIEF. O SIEF promove o aperfeiçoamento técnico e científico, bem como, a reflexão sobre a atuação dos profissionais da área de Engenharia, Gestão e Desenvolvimento, incluindo os aspectos que envolvem tecnologia, inovação e a nova economia.
 
De 8 a 11 de junho de 2022, serão realizadas atividades diversas como: palestras relacionadas aos 8 cursos da FAHOR (Engenharia Mecânica, Engenharia de Produção, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia de Alimentos, Engenharia Ambiental, Engenharia Química, Ciências Econômicas e Gestão Financeira), visitas técnicas, apresentação de trabalhos científicos, o Hackathon Desafio FAHOR, além de painéis com cases de empreendedorismo, entre outros.
 

Agergs abre processo seletivo para Economistas

A Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (Agergs), está com inscrições abertas para concurso público, com 3 vagas para o cargo de Técnico Superior Economista. A vaga é para 40 horas semanais, com vencimento básico de R$ 5.125,30 reais mensais.

Para ler o edital, clique aqui!

Página 24 de 127