Unijuí oferece MBA em Finanças e Mercado de Capitais


A Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí) está com inscrições abertas para MBA em Finanças e Mercado de Capitais, coordenado pela Economista Marlene Kohler Dal Ri. O curso contará com 360h de aulas síncronas online, com início no dia 24 de março.

A pós-graduação visa o conhecimento de ferramentas ou técnicas utilizadas para controlar de forma eficaz a concessão de crédito, o planejamento, a análise de investimentos e de meios viáveis para a obtenção de recursos para financiar operações e atividades da empresa, visando sempre o desenvolvimento, controlando gastos desnecessários, desperdícios, observando os melhores “caminhos” para a condução financeira das empresas e/ou controle financeiro pessoal.

Clique aqui para ler mais!

Exportações da Indústria gaúcha cresceram 21,7% em 2022

As exportações realizadas pelo setor industrial do RS apresentaram crescimento de 21,7% em 2022, se comparado com o ano anterior, este aumento está situado em cerca de US$ 3,05 bilhões de dólares a mais. De acordo com a Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), o principal responsável foi o aumento no preço dos produtos exportados, que subiram por cerca de 12%.

Se comparado ao período pré-pandemia (2019), o aumento foi de 37,4% nas vendas externas, neste período, as exportações aumentaram em 11,3% enquanto os preços dos produtos aumentaram em 23%. O setor com maior destaque durante o ano de 2022 foi o de alimentos, nos valores obtidos nas exportações em comparação com 2021, seguido pelo tabaco e em terceiro lugar os   Veículos automotores, reboques e carrocerias.

Clique aqui para ler mais!

 

Fonte: Fiergs

Corecon na formatura da PUC-RS

O presidente do Corecon-RS, economista Guilherme Stein, acompanhou, no último sábado, dia 21, da solenidade de colação de grau dos novos bacharéis em Ciências Econômicas, da Pontifícia Universidade Católica do RS (PUC-RS). O evento aconteceu no Salão de Atos da Universidade, oportunidade em que se graduaram Guilherme de Lima miotti, Bruno Cravo battesnini, João Pedro Lentz de Oliveira, Isabella Barbosa Gobbi, Mariana Kurtz de Cesaro, Cesar Augusto Flores Oliva, Leonardo Cunha Alves, João Antonio Faller Nogueira, Rony Binensztok Gendelmann, Filippo Gatti Elbern, Felipe Loeblein Flores, Camila Bringhenti Caselli, Douglas Matheus dos Santos Gonzalez, Maria Caroline Richter, Giovanna Rocco Rodrigues, Rafael Pursch Germany, Karolina Stuepp Keller, Thiago Zimmermann Nisan Silveira, Matheus Antunes Malta Ribeiro, Valdomiro Ribeiro da Silveira e João Pedro Pereira da Rosa. Na foto, Stein faz a entrega das homenagens à Formanda Destaque Isabella Barbosa Gobbi.

 

 

 

No dia 12 de janeiro, o conselheiro Marcelo Ayub Monteiro, já havia representado o Corecon-RS na formatura dos estudantes de Ciências Econômicas da Universidade Federal do RS (Ufrgs), solenidade ocorrida no auditório do prédio da FCE, no campus central da Universidade, em Porto Alegre, oportunidade em que se diplomaram Bernardo Adib Tomasi Kurban, Farouk Mohammed, Felipe do Canto Chiarelli, Giovana Oliveira Talisz, Guilherme Zulian, Matheus Vizzotto dos Santos, Nestor Augusto Schaedler, Raiane Padilha Silveira, Raoni de Paula Fantinel, Vitor Dresch, Willian Souza da Rosa, Younes Bernaud Maghous e Hermann Gehlen.

No dia 2 de fevereiro próximo, às 11 horas, em Caxias do Sul, acontecerá a solenidade de formatura integrada dos alunos de Ciências Econômicas da Universidade de Caxias do Sul (UCS) e, no dia 11, a formatura solene. No dia 17, em Ijuí, o ato de graduação dos estudantes da Unijuí. No dia 3 de março, às 20 horas, na cidade de Pelotas, a colação de grau dos novos bacharéis de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). No dia 16, às 19 horas, em São Leopoldo, a solenidade de formatura da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), e, no dia 17, às 15 horas, a graduação dos novos bacharéis da Universidade Federal de Santa Maria. A Faculdade de Horizontina (Fahor) promoverá a solenidade de graduação de seus alunos de Economia no dia 18 e a Universidade Federal do Pampa (Unipampa), no dia 2 de maio, em formato virtual, e, no dia 5, de forma presencial.

O acompanhamento do Corecon-RS a todas as formaturas dos Cursos de Ciências Econômicas do RS tem como objetivo estreitar ainda mais as relações com os alunos e com as instituições acadêmicas, levando ao conhecimento dos novos bacharéis e da comunidade acadêmica a importância da Entidade no acompanhamento da trajetória do futuro profissional da Economia.

Concursos abrem oportunidades para Economistas em 2023

Concursos regionais e nacionais estão com inscrições abertas, para vagas de ensino superior e de formação em ciências econômicas. 


O Município de Alto Alegre, localizado na região do Alto da Serra do Botucaraí, está com inscrições abertas para processo seletivo, que busca preencher uma vaga e cadastro reserva para a vaga de Agente de Controle Interno, com carga horária semanal de 35 horas e salário inicial de R$  3.722,88. As inscrições estarão abertas até o dia 9 de fevereiro de 2023.  Acesse o Edital, clicando aqui!


O Município de Braga, localizado no norte do estado, está com inscrições abertas para processo seletivo, que busca preencher uma vaga de Auditor Fiscal de Tributos Municipais, com carga horária semanal de 40 horas e salário inicial de R$ 3.592,73. As inscrições estarão abertas até o dia 14 de fevereiro de 2023. Acesse o Edital, clicando aqui!


As Centrais Elétricas de Carazinho S.A. (Eletrocar), estão com processo seletivo para preenchimento de Cadastro Reserva para o Cargo de Economista, com carga horária semanal de 42 horas e 5 minutos, e salário inicial de R$  R$ 4.995,35. As inscrições estarão abertas até o dia 23 de fevereiro. Acesse o Edital, clicando aqui!

NOTA DE FALECIMENTO

É com muito pesar que o Conselho Regional de Economia do RS (Corecon-RS) comunica o falecimento do professor e economista REINALDO BOEIRA DUARTE, ocorrido no último domingo, dia 15, aos 62 anos de idade, na cidade de Caxias do Sul.

O professor Duarte era graduado em Ciências Econômicas pela Universidade de Caxias do Sul (1987) e Mestre em Engenharia da Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2002). Era Mestre Assistente II, da UCS, e servidor estatutário aposentado do Tribunal de Contas do Estado do RS (TCE-RS). Foi presidente do Observatório Social de Caxias do Sul (2020/2021). Possuía experiência na área de Economia, com ênfase em Economia do Setor Público.

A cerimônia de despedida será realizada nesta segunda-feira, dia 16, às 11 horas, na Sala 02 das Capelas Cristo Redentor, em Caxias do Sul, e os atos fúnebres, acontecerá às 17 horas, no Memorial Crematório São José, naquele município.

Economista Guilherme Stein é eleito presidente do Corecon-RS e Bruno Lanzer assume vice-presidência

- O economista Bruno Lanzer assume a vice-presidência - 

O economista Guilherme Stein foi eleito presidente do Conselho Regional de Economia do RS (Corecon-RS). Para a vice-presidência, foi eleito o economista Bruno Lanzer. A eleição, para um mandato de um ano, ocorreu durante a primeira sessão plenária de 2023, realizada na sede do Corecon-RS, em Porto Alegre, na tarde desta terça-feira, dia 10. Também tomou posse o novo terço de conselheiros eleitos em outubro último, para o triênio 2023-25, composto pelos economistas Bruno Breyer Caldas, Janile Soares e Rodrigo Salvato de Assis, como conselheiros titulares, e Fabíola Braga Torres, João Pedro Maffessoni e Mário Jaime Gomes de Lima, como conselheiros suplentes.

Em seu discurso de posse, Guilherme Stein agradeceu seus colegas ex-presidentes e conselheiros pela confiança e empenho na luta pela valorização da profissão de Economista. Disse que vai seguir trabalhando no fortalecimento da profissão e na aproximação do Conselho de Economia com universidades e com escolas de ensino médio. "Precisamos de mais economistas, pois eles exercem um papel fundamental na nossa sociedade. Além dos importantes papéis tradicionais, o economista, ao combinar as teorias da escolha racional e dos jogos, com econometria e ciência de dados, é o profissional mais preparado para lidar com os novos desafios das empresas privadas e do setor público. Nós somos os cientistas de dados", acrescentou.

O vice-presidente eleito, Bruno Lanzer, afirmou que "é um desafio muito grande assumir a vice-presidência do Conselho na comemoração do seu aniversário de 70 anos. Nossa gestão vai incentivar a capacitação profissional dos economistas para que possam enfrentar os novos desafios do mercado de trabalho”, ressaltou.

Guilherme Stein possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2008), mestrado em Economia de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas - SP (2011) e doutorado em Economia pela Fundação Getúlio Vargas (2016). Atualmente é economista da Assessoria Econômica do Gabinete do Vice-prefeito de Porto Alegre.

Bruno Lanzer é professor do Programa de Pós-Graduação em Organizações e Mercados da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e PhD em economia pela Queen Mary University of London (QMUL). É assessor econômico da Bancada do Partido Novo na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul e foi professor visitante da City University of London. Tem experiência em análise econômica setorial e macroeconômica, tendo trabalhado como economista no Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) e na Fecomércio-RS.

Além dos conselheiros empossados, participaram da Plenária, presidida pelo conselheiro de inscrição mais antiga, o economista Aristóteles da Rosa Galvão, os conselheiros efetivos Andressa Mielke Vasconcellos, Darcy Francisco Carvalho dos Santos, e Felipe Garcia Ribeiro, junto com os Conselheiros Suplentes Gustavo da Cunha Raupp e Luiz Henrique Zago Gaston. Também estavam presentes, de forma online, o conselheiro federal Clovis Benoni Meurer e o economista e ex-conselheiro, João Carlos Medeiros Madail.

Composição atual do Conselho

Conselheiros Efetivos:


Bruno Breyer Caldas

Graduado em economia (UFRGS), Mestre em administração com ênfase em finanças (UFRGS), Doutor em economia (UFRGS). Ex-professor de microeconomia na UFRGS (2011-2015), Ex- professor de finanças na Fadergs (2017), Ex-editor-chefe da revista Ensaios FEE (2015-2018),Ex-conselheiro no Corecon/RS (2016-2018), Ex-vice-presidente no Corecon/RS (2018), Ex- assessor na SMF/PMPA (2019-2020) e e Ex-secretário da Fazenda Adjunto na SMF/PMPA (2021-2022). Pesquisador em economia no DEE (2010-atual), Conselheiro no Corecon-RS (2020-atual) e Secretário de Transparência e Controladoria Adjunto na SMTC/PMPA (2022- atual)


Janile Soares

Economista, conselheira titular do Corecon RS e coordenadora da comissão de educação econômico-financeira. Cofundadora e planejadora financeira da Build Planejamento Financeiro, sócia da Blocos, startup de educação financeira. Representante regional no RS da Associação de Profissionais Orientadores e Educadores em Finanças (Apoef), Educadora Financeira do Núcleo de Apoio ao Superendividado do Procon Canoas, Cocriadora do EGEF - Encontro Gaúcho de Educação Financeira e editora do blog A Economista de Batom, onde trata de economia e finanças, empreendedorismo e empoderamento.


Rodrigo Salvato de Assis

Economista formado pela PUCRS, Mestre em Economia do Desenvolvimento pela PUCRS e Doutor em Economia Aplicada pela UFRGS. Tem experiência docente de graduação no Instituto Federal Farroupilha, e experiência docente em Economia para o Ensino Médio no Instituto Federal, Colégio Unificado, Fleming Ensino Médio e Fundação Tênis.

 

darcy titular


Darcy Francisco Carvalho dos Santos

Graduado em Economia e em Ciências Contábeis pela UFRGS, com curso de Especialização em Integração Econômica e Comércio Internacional pela PUCRS. Foi auditor externo do Tribunal de Contas do Estado e auditor de finanças públicas da Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul. É autor e co-autor de cinco livros na área de Finanças Públicas, entre eles “Noções Básicas de Orçamento e Finanças Públicas para Municípios”. Foi coordenador do grupo em Finanças Públicas estaduais da Agenda 2020 e vice-presidente do Corecon-RS.



Felipe Garcia Ribeiro

Professor associado da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Tem doutorado em Economia pela Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (2013). Tem experiência como Secretário Adjunto e Assessor Especial de Política Econômica no Ministério da Economia. Foi também consultor do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e Pesquisador Visitante do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). É líder do grupo de pesquisa "Avaliação de Políticas Públicas e Programas Sociais" da UFPel. Tem artigos publicados em revistas como Applied Economics, The World Economy, Review of Development Economics, Journal of Quantitative Criminology e outras de grande circulação nacional.

Guilherme Stein Titular
Guilherme Stein

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2008), mestrado em Economia de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas - SP (2011) e doutorado em Economia pela Fundação Getúlio Vargas (2016). Atualmente é economista da Assessoria Econômica do Gabinete do Vice-prefeito de Porto Alegre.

 


Andressa Mielke Vasconcelos

Andressa Mielke Vasconcelos é Doutora em Economia Aplicada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente, é Diretora de Diretos Sociais Básicos da Prefeitura Municipal de Porto Alegre. Já atuou como Assistente de Pesquisa na FGV EESP Clear e foi Assessora Parlamentar na Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul.


Aristóteles da Rosa Galvão

É natural de Alegrete, graduado em Ciências Econômicas (PUCRS), concluído em 1976, pós-graduado em Economia Empresarial (UFRGS), Perito e Avaliador do Poder Judiciário Estadual e Federal, Coordenador Técnico do III Encontro Técnico de Pericia, Avaliação de Empresas dos Economistas do Brasil Conselheiro do Conselho de Economia do Rio Grande do Sul Vogal da Junta Comercial do Rio Grande do Sul Nos quadriênios 2016 e 2019.



Bruno Lanzer

Bruno Lanzer é professor do Programa de Pós-Graduação em Organizações e Mercados da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) e PhD em economia pela Queen Mary University of London (QMUL). É também assessor econômico da Bancada do Partido Novo na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul e foi professor visitante da City University of London. Tem experiência em análise econômica setorial e macroeconômica, tendo trabalhado como economista no Instituto Rio Grandense do Arroz (IRGA) e na Fecomércio-RS.

Conselheiros Suplentes:


Fabíola Braga Torres

Formada em Economia pela Pontifícia Universidade Católica do RS (Pucrs), em 2002, pós-graduado em Auditoria e Perícia pela Faculdades Porto-Alegrenses (Fapa), em 2007. Profissional com larga experiência no Sistema Financeiro, tendo trabalhado em Bancos (ABN AMRO e Banrisul), Caixas Estadual e Federal (CEF e CEE-RS) e Cooperativa de Crédito Mútuo (Unicred/PoA).





João Pedro Zanetti Maffessoni

Economista graduado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. No Governo Federal, atuou como Assessor Técnico do Gabinete do Ministro da Cidadania e Assessor da Secretaria-Executiva do Ministério da Cidadania. Atualmente, exerce a Chefia de Gabinete da Secretaria de Planejamento e Assuntos Estratégicos do Município de Porto Alegre.


Mário de Lima

Doutor em economia, Secretário Adjunto da Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre-RS e ex-presidente do Corecon-RS, nos anos de 2021 e 2022. Como economista, professor e escritor atua nas áreas de políticas públicas, finanças públicas, governança, desenvolvimento metropolitano e economia regional e urbana.



Gustavo Raupp Suplente

Gustavo Raupp

Graduado em Economia pela PUCRS, pós-graduado em Auditoria e Perícia pela FAPA/RS. Atuou por 20 anos no mercado financeiro e atua como Perito, tanto na área Trabalhista, como Cível. Professor Universitário de Finanças, Custos de RH, Noções Básicas do Mercado Financeiro e no Pós-Graduação em Perícia Trabalhista.

Lucas Aronne Schifino suplente
Lucas Aronne Schifino

Economista formado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Mestre em Economia Aplicada na mesma universidade. Recebeu o segundo lugar no prêmio de melhor dissertação de Mestrado do Conselho Regional de Economia em 2013. Foi professor das Faculdades São Francisco de Assis e de pós-graduação da UniRitter. Participou como autor dos livros “O Rio Grande tem saída?” e “E agora gauchada?”. Atua como economista no Sistema Fecomércio-RS/SESC/SENAC desde 2011, ocupando atualmente o cargo de gerente da Assessoria Parlamentar.


Jacqueline Maria Corá

Jacqueline Maria Corá é professora e coordenadora do Curso de Ciências Econômicas da Universidade de Caxias do Sul e de pós-graduação: economia da empresa, cenário macroeconômico e tendências para setor de turismo. Doutora do PPGTURH/UCS, com o tema Economia Criativa e Turismo Criativo. Mestre em Administração (UFRGS); Especialista em Planejamento Econômico da Empresa (UCS), MBA em Gestão Empresarial(Unisinos); MBA Gestão Universitária (UCS); graduação em Ciências Econômicas e História (UCS). Experiência em consultoria econômico-financeira de empresas; coordenou o Projeto Capacitação Empresarial-parceria com Governo do Estado–SEDAI; participou do Projeto de Desenvolvimento de Fornecedores–MDIC e Projeto de Elaboração e Desenvolvimento do APLMMeA; atua no Projeto de Educação Econômico-Financeira para estudantes do ensino médio, com mais de 9.000 participantes; Realiza o Boletim Socioeconômico da Região das Hortênsias, desde 2007; participa do Núcleo de Pesquisas Urbanas.


Marcelo Ayub Monteiro

Economista e advogado. Mestre em economia aplicada (PPGOM/UFPel). Especialista em Direito Eleitoral (FMP). Atuou como assessor no Tribunal de Justiça em projetos de gestão de ações de massa. Atualmente é assessor na Diretoria de Microcrédito e Empreendedorismo da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico de Porto Alegre.

 


Luiz Henrique Zago Gaston

Luiz Henrique Zago Gaston, Técnico Superior Economista da AGERGS da Diretoria de Tarifas e Estudos Econômicos, Mestre em Economia Aplicada Pelo PPGE/UFRGS, Especialista em Contabilidade, Auditoria e Finanças Públicas. Tem experiência em Economia do Setor Público, com Ênfase em Finanças Públicas e Regulação.

 

 

Galeria de Fotos!

Estudo aponta Porto Alegre como melhor ambiente para negócios do País


Porto Alegre foi eleita a cidade com melhor ambiente para negócios do Brasil, de acordo com o Índice de Concorrência dos Municípios 2022 (ICM), pesquisa realizada pelo Ministério da Economia e divulgada na última segunda-feira, dia 9 de janeiro. O estudo realiza uma análise do ambiente de negócios das cidades brasileiras, utilizando leis e práticas municipais como parâmetro.

A pesquisa, elaborada pela Secretaria de Acompanhamento Econômico (SEAE), órgão subordinado ao Ministério, contou com 119 municípios de todo o país, contando capitais, municípios com mais de 250 mil habitantes e municípios voluntários que, ao todo, representaram 43% da população nacional. Para a avaliação, foram analisadas nove categorias, relacionadas a tópicos como ambiente regulatório, infraestrutura, liberdade econômica, segurança jurídica e tributação.

As 10 primeiras cidades do ranking foram Porto Alegre (RS), Belo Horizonte (MG), Ponta Grossa (PR), Recife (PE), Brasília (DF), Florianópolis (SC), São José dos Pinhais (PR), Curitiba (PR), Sorocaba (SP) e Fortaleza (CE).

 

10 melhores cidades do país para negócios


Ao todo, a capital gaúcha atingiu 654,2 pontos, o maior índice das cidades avaliadas, ficando cerca de 38% acima da média nacional e 29% acima da média da região sul, resultando em uma melhora de 15 posições no ranking, em comparação com o ano de 2021. Os melhores quesitos da Capital gaúcha foram Infraestrutura (76,5), Empreendendo no Município (74,8) e Segurança Jurídica (74,9). Também foram considerados indicadores como Qualidade da Regulação Urbanística, Liberdade Econômica, Infraestrutura, Regulação Urbanística, Concorrência em Serviços Públicos, Tributação, entre outros.

Além de Porto Alegre, também apareceram no ranking da pesquisa os municípios gaúchos de Santa Maria (11º), Gravataí (32º), Caxias do Sul (39º), Viamão (56º), Canoas (77º) e Pelotas (112º).

Cidades gaúchas citadas na pesquisa


Com o intuito de garantir um diagnóstico profundo e condizente com a realidade de cada um dos municípios brasileiros que participaram da pesquisa, a SEAE desenvolveu uma metodologia que não busca avaliar a competitividade dos municípios exclusivamente por meio de análises estatísticas, mas uma metodologia singular, com base em duas diferentes fontes de dados, questionário técnico e objetivo e indicadores estatísticos.

O ICM tem como objetivo criar uma ferramenta que possa transversalmente analisar o ambiente concorrencial municipal por meio da coleta e geração de dados e informações, de forma a promover o avanço contínuo da qualidade regulatória. Para fins de cálculo do resultado final, todas as notas obtidas em cada um dos parâmetros foram somadas e normalizadas no intervalo de zero a mil pontos, sendo considerados mais bem avaliados aqueles municípios com nota mais próxima a 1000, e mais mal avaliados aqueles mais próximos a 0.

 

Clique aqui para acessar a Pesquisa!

PUC-RS abre processo seletivo para contratação de professores na Graduação de Ciências Econômicas

A Escola de Negócios da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul faz saber aos interessados que no período de 05/01/2023 a 12/01/2023 receberá currículos para o possível exercício de docência no curso de Graduação em Ciências Econômicas, nas áreas de Finanças e investimentos (1 vaga), e Métodos quantitativos (1 vaga).

Os interessados devem enviar os documentos solicitados no Edital para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. até o dia 12 de janeiro.


Edital Nº 01/2023 – Graduação em Finanças/Finanças e investimentos
Edital Nº 02/2023 – Graduação em Ciências Econômicas/Métodos quantitativos



Corecon-RS na cerimônia de colação de grau da Ufrgs


Com o objetivo de estreitar ainda mais as relações com os alunos e com as instituições acadêmicas, o Corecon-RS inicia o ano de 2023 acompanhando as solenidades de formaturas de graduação dos cursos de Ciências Econômicas nas universidades gaúchas. 

O conselheiro Marcelo Ayub Monteiro representou a Entidade, nesta quinta-feira, dia 12, durante a solenidade de colação de grau dos novos bacharéis em Economia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), realizada em gabinete. O evento aconteceu no auditório do prédio do Curso de Ciências Econômicas, em Porto Alegre, e reuniu professores, familiares e amigos dos 13 formandos. Na oportunidade, diplomaram-se Bernardo Adib Tomasi Kurban, Farouk Mohammed, Felipe do Canto Chiarelli, Giovana Oliveira Talisz, Guilherme Zulian, Matheus Vizzotto dos Santos, Nestor Augusto Schaedler, Raiane Padilha Silveira, Raoni de Paula Fantinel , Vitor Dresch, Willian Souza da Rosa, Younes Bernaud Maghous e Hermann Gehlen.

Famurs e Corecon-RS iniciam conversas para a criação de premiação de responsabilidade fiscal para municípios gaúchos

O presidente do Corecon-RS, economista Mário de Lima, reuniu-se, no dia 22, quinta-feira, com o presidente da Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs) e prefeito de Restinga Seca, Paulo Ricardo Salerno. O encontro aconteceu na sede da Federação, em Porto Alegre, e teve como pauta a criação de uma premiação para os prefeitos gaúchos na área da responsabilidade fiscal.

O presidente da Famurs ressaltou a importância da criação do “Prêmio de Responsabilidade Fiscal dos Municípios Gaúchos”, que será realizada em parceria com o Corecon-RS, ”com o intuito de reconhecer e valorizar os esforços dos gestores públicos municipais do RS, que buscam garantir a responsabilidade fiscal, beneficiando a saúde financeira de seus municípios no longo prazo”.

O presidente do Corecon-RS disse que a iniciativa tem grande importância no processo educativo de toda a sociedade gaúcha, “no que diz respeito à racionalidade do gasto público, sendo um elemento fundamental de educação financeira e de responsabilidade social, por meio dos economistas gaúchos”.

Ficou acertado entre as entidades, que o Corecon apresentará, no próximo mês de janeiro, a metodologia e critérios que serão utilizados na premiação, e que deverá envolver, para a construção da escolha, critérios como resultado fiscal, ações de responsabilidade fiscal e políticas de longo prazo para resultados fiscais, considerando efetividade da política pública e qualidade do gasto. A partir daí, a Famurs irá analisar e discutir a proposição, para que o novo Prêmio seja efetivado ainda em 2023.

Página 8 de 127